Combate à cegueira no Brasil ganha Prêmio Champalimaud em Portugal (o prêmio mais importante da oftalmologia mundial).

05 de Setembro de 2019  15:29h

Por: José Luiz Chizolini Filho

Três instituições que combatem a cegueira e ampliam o acesso à oftalmologia no Brasil foram as grandes vencedoras do prémio António Champalimaud de Visão de 2019, que garante 1 milhão de euros aos laureados e é o principal prêmio do mundo na área. São eles: o Instituto da Visão IPEPO da Escola Paulista de Medicina e Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), a Fundação Altino Ventura de Pernambuco, e o Serviço de Oftalmologia da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas), instituições essas que atuam, de forma independente com algumas das populações mais vulneráveis do Brasil, seja nas periferias pobres de grandes centros urbanos ou em aldeias remotas da Amazónia.

Um dos trabalhos que contribuíram para conquistar a premiação, é sobre os problemas com a visão em bebês com microcefalia congênita, causadas por suas mães infectadas pelo Zika Virus, que teve a maciça participação do corpo clínico do Hospital de Olhos Oeste Paulista e Instituto Brasileiro de Combate a Cegueira (INBRACE).

O Prêmio António Champalimaud de Visão tem o apoio da "Visão 2020 – O Direito à Visão", uma iniciativa global para a prevenção da cegueira lançado em colaboração com a Organização Mundial da Saúde e com a Agência Internacional para a Prevenção da Cegueira.

O prêmio foi entregue pelo Presidente de Portugal, Exmo. Sr. Marcelo Rebelo de Sousa ao Prof. Dr. Rubens Belfort,  Presidente do IPEPO e ao Marcelo Ventura, Presidente do Instituto Altino Ventura.

O Prêmio é atribuído anualmente e alternadamente entre as contribuições para a investigação genérica na área da visão (em anos pares) e contribuições para o alívio dos problemas da visão, fundamentalmente nos países em desenvolvimento (em anos ímpares). 

O Prêmio não se dirige apenas às grandes organizações mundiais, mas a todas as organizações que, independentemente da sua dimensão, consigam demonstrar resultados com grande impacto. Estas podem ter um âmbito local, nacional, regional ou internacional.

O júri do Prêmio é constituído por um distinto painel de reputados cientistas internacionais e de notáveis figuras públicas cujas vidas têm sido dedicadas à resolução dos problemas e à supressão das necessidades do mundo em vias desenvolvimento.

Este prêmio demonstra a importância da Oftalmologia Brasileira no cenário mundial, impactando na melhora na qualidade de vida das pessoas. Parabéns às instituições premiadas.